Iguatu participa do lançamento do Projeto Saia do Muro  

O município de Iguatu participou do lançamento do projeto Saia do Muro, em Fortaleza, nessa terça-feira, 14, na sede do Ministério Público do Trabalho no Ceará (MPT-CE). Com o objetivo de estimular jovens a discutir a política, a iniciativa é uma parceria do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef),  MPT-CE, Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE), Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Ceará (APDM-CE) e jornal O Povo.

De Iguatu, estiveram presentes o Mobilizador de Jovens e Adolescentes do Selo UNICEF e Conselheiro Municipal da Criança e Adolescente, Vinicius Silva; pelo representante do Núcleo da Cidadania das Adolescentes, Levi Haikones e pela assessora técnica do Selo UNICEF, Vilauba Arujo.

De acordo com o Unicef, a participação de adolescentes em consultas e debates públicos não deve mais ser vislumbrada como futuro, e sim parte da política do Brasil presente. A primeira edição do projeto ocorreu há 16 anos, em 2002. Agora, o objetivo é entender quais as transformações em termos de ideias modificaram os adolescentes.

O Ceará é o terceiro no Brasil em número de eleitores entre 16 e 17 anos, segundo o TER. Pesquisas apontam que o número de eleitores entre 16 e 17 anos no Ceará caiu 29% desde de 2016 e que a crise tem tirado o ânimo dos jovens eleitores.

Na primeira edição do Saia do Muro, o ponto de partida era tentar formar uma geração mais estimulada ao voto destacando a solicitação do título de eleitor. Fazia apenas 21 anos desde a ditadura militar, processo de redemocratização até então recente e não necessariamente estabilizado como direito conquistado para quem estava para entrar votar pela primeira vez.

A oficial de programas da Unicef da área de desenvolvimento e participação de adolescentes, Gabriela Mora, esclarece que a ideia da reedição do programa é edificar os novos questionamentos junto com os adolescentes da contemporaneidade.