Iguatu realiza lançamento municipal do Cartão Mais Infância

Iguatu realiza lançamento municipal do Cartão Mais Infância

Em Iguatu, 308 famílias serão beneficiadas. O evento aconteceu na manhã desta quinta-feira, 21. Cerca de trezentas famílias do município se reuniram no salão interno da sede da Secretaria da Assistência Social para o lançamento municipal do Cartão Mais Infância.

O benefício, lançado pelo Governo do Estado, prevê a transferência de renda no valor de R$85,00 a grupos de famílias com crianças de 0 a 6 anos de idade, que se encontram em situação de extrema vulnerabilidade social. Os beneficiários receberão a quantia pelo intervalo de dois anos, podendo ser prorrogado até o limite de três anos.

Participaram do evento o prefeito Ednaldo Lavor, a primeira-dama e secretária da Assistência Social, Eliane Braz, a representante da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado do Ceará, Carolina Bezerra, a chefe de gabinete do prefeito, Sheila Alcântara, o chefe de gabinete do vice-prefeito, Ronnielle de Souza, secretários, vereadores, e lideranças.

Em seu discurso, o prefeito Ednaldo Lavor ressaltou a importância de dar assistência a essas famílias e que esse trabalho na assistência social tem evoluído a cada dia no município. “As pessoas que irão receber esse benefício necessitam realmente de um olhar especial sobre elas. O Governo do Estado do Ceará, Camilo Santana, está de parabéns pela iniciativa. Em Iguatu, a Secretaria da Assistência Social, no passado, atendia apenas a trezentas e poucas famílias. Hoje, em nossa gestão, em pouco tempo, conseguimos ampliar esse número para 1.500 famílias assistidas. Esse fato deve servir de exemplo para outros municípios”, disse o gestor. 

As famílias contempladas com o auxílio financeiro do programa deverão cumprir algumas ações ligadas à assistência social e saúde. Os grupos familiares precisam ter frequência nos serviços socioassistenciais oferecidos na Rede SUAS, de acordo com calendário e atividades estabelecidos pelo CRAS/CREAS. É necessário ainda acompanhamento das vacinações através do Modulo de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde. A transgressão das condições poderá levar ao bloqueio, a suspensão ou o cancelamento do benefício.

A normatização destaca ainda que a concessão de auxílio financeiro no âmbito do Programa Estadual para Superação da Extrema Pobreza Infantil é de caráter temporário, não gerando direito adquirido, devendo a definição de seus beneficiários levar em consideração banco de dados do Cadastro Único (CadÚnico), atualizado no sistema nos últimos vinte e quatro meses”.