Iguatu sedia Oficina Regionalizada da Vigilância Socioassistencial

O município de Iguatu, por meio da Secretaria da Assistência Social, em parceria com o Governo do Estado do Ceará, sedia nos dias 25 e 26 de junho a Oficina Regionalizada da Vigilância Socioassistencial cujo objetivo é permitir aos trabalhadores da política de assistência social o acesso a qualificação, aos conhecimentos socialmente necessários para o aprimoramento da gestão no que se refere à Vigilância Socioassistencial e ao preenchimento do Censo e Mapa de Risco Pessoal e Social – CEMARIS. O evento é realizado no Campus Multi-institucional Humberto Teixeira.

A solenidade conta com a participação de secretários da Assistência Social e de técnicos da vigilância Socioassistencial de 43 municípios do interior do Estado. De acordo com a secretária da Assistência Social de Iguatu, Eliane Braz, a Vigilância Socioassistencial tem como objetivo a produção, sistematização, análise e disseminação de informações territorializadas que se dividem em dois pontos: I – das situações de vulnerabilidade e risco que incidem sobre famílias e indivíduos e dos eventos de violação de direitos em determinados territórios; e II – do tipo, volume e padrões de qualidade dos serviços ofertados pela rede Socioassistencial.

A Vigilância Socioassistencial constitui-se também como uma área de gestão da informação, dedicada a apoiar as atividades de planejamento, de supervisão e de execução dos serviços socioassistenciais por meio do provimento de dados, indicadores e análises, e deve estar estruturada e ativa em nível municipal, estadual e federal.

Estiveram presentes ao evento o prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor; o vice-prefeito de Iguatu, Marcos Sobreira; a secretária da Assistência Social, Eliane Braz; o presidente do Conselho Municipal da Assistência Social de Iguatu, Vinícius Mendonça; as técnicas da STDS do Ceará: Roseli Ferreira, Raimunda Nonata e Delza Alencar; técnicos da Vigilância Socioassistenciais secretários da Assistência Social de diversos municípios.