Iguatu tem dia de campo de melão japonês; ideia é incentivar o plantio da fruta

A secretaria de Agricultura de Iguatu promoveu nesta sexta-feira, 14, o I Dia de campo da cultura do melão japonês. O objetivo é incentivar os produtores rurais a produzir a fruta. “O nosso esforço é apresentar a cultura do melão para os pequenos produtores rurais da agricultura familiar”, observou o secretário adjunto, José Teixeira Neto.

O dia de demonstração da cultura ocorreu em uma área de quatro hectares no sítio Penha, zona rural de Iguatu. O plantio é uma iniciativa do próprio Teixeira, que é fruticultor, produtor de mamão. “Iguatu tem terras planas, férteis, água no subsolo e vocação agrícola”, frisou Teixeira. “Queremos incentivar e apoiar a produção de frutas na agricultura de base familiar”.

Essa é a primeira área de cultivo da fruta na região Centro-Sul do Ceará.

A secretaria vai tentar mobilizar um grupo de produtores para o cultivo orgânico de acerola e expandir a área de produção de goiaba.

No Baixo-Jaguaribe, havia uma área cultiva de melão japonês de 4,5 mil hectares e produção estimada de 115 mil toneladas.

O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor, o secretário de Agricultura, Hildernando Barreto, técnicos e agricultores da região participaram do evento.

Os produtores rurais reivindicaram mais apoio dos governos municipal e estadual para a produção agrícola. “Falta apoio efetivo e temos apenas iniciativas isoladas de cultivo de frutas e hortaliças”, observou o produtor, Ednaldo Barros.