Município implanta monitoramento eletrônico de velocidade e avanço semafórico

Com o objetivo de induzir o condutor a respeitar a velocidade regulamentada na via e diminuir o número de acidentes e mortes causadas no trânsito de Iguatu, estão sendo implantados alguns equipamentos para monitoramento eletrônico de velocidade e avanço de semáforo, popularmente conhecidos como “foto sensor”. Estudos apontam que a principal causa de acidentes é a imprudência associada ao excesso de velocidade.

 

Ao todo, quatro dispositivos estão sendo instalados. Dois na Rua Dr. João Pessoa: um ao lado da Igreja Matriz Senhora Sant’Ana e outro próximo aos Correios. Um na Rua Floriano Peixoto, próximo à Caixa Econômica e outro na Rua 13 de maio, próximo ao Sesc. 

Além de reduzir o número de acidentes fatais e não fatais, bem como o grau de severidade desses acidentes, eles também funcionarão como auxílio para o serviço de segurança, na localização de veículos roubados que cruzarem as vias com esse sistema. Essa tem sido uma alternativa viável para o cuidado e redução dos índices de acidentes, principalmente em vias de maior risco.  

Para instalação dos dispositivos foram considerados os cruzamentos que apresentam elevados índices de acidentes, onde os riscos aos usuários se mostram iminentes, principalmente em função do descumprimento às fases vermelhas dos semáforos por parte de alguns condutores.

Os procedimentos já tiveram início com preparo das vias e a colocação de postes metálicos para a posterior instalação da estrutura que deve ocorrer nos próximos dias. Os equipamentos estarão registrando a passagem dos veículos e multarão os motoristas que excederem o limite máximo de 40 km/h permitido.

Depois de instalados, os equipamentos serão aferidos pelo órgão competente, e a previsão que comecem a funcionar 30 dias depois que todos já tiverem sido implantados. Nesse caso, a população será advertida quanto ao prazo, por meio de campanhas educativas.

De acordo com o secretário de Trânsito e Segurança do Município, caso o condutor exceda o limite de velocidade vigente na via, ou seja, acima de 40 km/h, o sistema irá registrar a imagem do automóvel infrator através de um foto sensor, que avisa o motorista e aplica a pena prevista em lei. “Nós não podemos admitir que pessoas continuem sendo constantemente vítimas de acidentes muitas vezes fatais em Iguatu por conta de alguns condutores que desrespeitam o nosso trânsito. Esse sistema só vai ser  ativado quando o veículo ultrapassar a linha de retenção com o sinal vermelho ou desrespeitar o limite de velocidade de 40 Km/h”, disse.

De acordo com estudos técnicos e conforme o que estabelece o anexo I da resolução Nº 396/2011 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), alguns requisitos devem ser obedecidos, levando-se em conta a característica da via; a velocidade média que os veículos estão circulando no trecho; o número de acidentes no local e o potencial de risco no trecho.