Secretária da Educação faz balanço da gestão em 2017 e é aplaudida na CMI

A secretária municipal da Educação, Elizangela Medeiros, esteve na semana passada na Câmara Municipal de Iguatu (CMI) com o objetivo de apresentar um balanço das atividades realizadas durante o ano de 2017. A secretária destacou importantes avanços, a exemplo do crescimento no número de matrículas, na oferta de vagas para crianças de 0 a 02 anos, bem como no aumento da oferta no ensino de tempo integral, ao final do relatório, a secretária foi aplaudida por todos os presentes.

 

No balanço, a secretária ainda destacou o investimento na Agricultura Familiar que passou de R$ 499.803,25 em 2017; para R$ 608.891,22 em 2018. Outro crescimento no ano de 2017 foi o número de veículos da secretaria. Apesar do aumento da frota, houve uma diminuição drástica nos gastos com combustível. Em 2016 foram gastos R$ 617.989,05. Já em 2017, esse número caiu para quase a metade, foram apenas R$ 360.218,18.

Na 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBEMEP 2017), estudantes da rede pública de ensino do município tiveram seus destaques: 02 alunos conquistaram a medalha de bronze e 10 receberam Menção Honrosa.

A Educação também investiu em seu magistério. Somente em 2017, foram capacitados 120 professores da Educação Infantil; 286 professores do Ensino Fundamental I, nas disciplinas de Português e Matemática; 170 professores do Ensino Fundamental II nas disciplinas de Português e Matemática; 17 professores do Programa Agrinho; 19 coordenadores e 17 diretores do mesmo programa; totalizando 629 capacitações em serviço.

Ainda dentro do Programa Agrinho, os estudantes da rede municipal também tiveram seus destaques e foram classificados em redações e experiências pedagógicas. Além desses dados positivos, Iguatu também tem 100% de efetivação no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (SPAECE).

Com relação ao número de matriculados nas áreas de Atendimento Educacional Especializado, a ideia é que a exemplo de 2017, haja em 2018, um aumento. Em 2016, esse número totalizava em 317, em 2017 ele saltou para 425. Até 2016 não havia oferta em creches para crianças de 0 a 01 ano de idade. Em 2017, foram matriculadas 35 crianças. Nas creches para crianças de 01 a 02 anos, essa oferta também foi ampliada. Em 2016, foram atendidas 108 crianças, em 2017, 501 tiveram suas vagas garantidas. Na mesma linha segue a Educação de tempo Integral. Em 2016 eram apenas 164, em 2017, aumentou para 4.226 e a previsão para 2018 é que esse número seja ampliado para 6.437.

De acordo com a secretária, essa evolução só é possível porque o prefeito Ednaldo Lavor tem cumprido com sua proposta de investimentos na educação, tem olhado para essa área com bons olhos e o seu governo tem realizado gastos com responsabilidade. “Sabemos da preocupação do prefeito Ednaldo Lavor em oferecer um ensino de qualidade. Todas essas mudanças positivas fazem parte do compromisso firmado por ele para que Iguatu tenha uma Educação de qualidade”, finalizou Medeiros.

CLOSE
CLOSE